19 de out de 2011

Falta pouco: 35ª Mostra de São Paulo começa nessa sexta-feira, confira a programação

A 35ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo começa nessa sexta-feira, 21 de outubro, mas a abertura acontece na quinta-feira, apenas para convidados, onde será exibido o longa de Jean-Pierre e Luc Dardenne O Garoto da Bicicleta, um drama focado no relacionamento entre Cyril (Thomas Doret) um garoto de 11 anos que não se conforma com a rejeição do pai, a cabelereira Samantha (Cecile De France), e a bicicleta de Cyril, que é na verdade o elo de ligação dessa relação.

O Garoto da Bicicleta, vencedor do Grande Prêmio do Júri do Festival de Cannes deste ano também será exibido em outras sessões:
Fora o aclamado O Garoto da Bicicleta, outros quatro filmes da Imovision estão na Mostra de São Paulo:
As Neves do Kilimanjaro, de Robert Guédiguian.

Conta a história de Michael, um homeme que apesar de ter perdido o emprego, leva uma vida feliz com Marie-Claire. Michael e Marie-Claire são apaixonados há mais de 30 anos, vivem com seus filhos e netos que lhes dão alegria e vivem cercados de amigos próximos.
Ambos se orgulham de sua luta política e seus valores morais. Mas a felicidade do casal é interrompida quando dois homens armados e mascarados os amarram e atacam violentamente, roubando o dinheiro que tinham guardado para fazer uma viagem ao monte Kilimanjaro. Michel e Marie-Claire ficam ainda mais chocados quando descobrem o autor do ataque.
As Neves do Kilimanjaro será exibido nos seguintes dias e salas:
Se Não Nós, Quem?, de Andres Veiel

August Diehlse (de Bastardos Inglórios) interpreta Bernward Vesper, filho de um escritor que apoiou ativamente Adolf Hitler e o nazismo. Apos a morte de Will Vesper (o pai), Bernward Vesper começa a reeditar seus livros, e apesar de ter um apelo pacifista, sempre foi julgado pelos outros como o filho do apoiador do nazismo.
Ao conhecer Gudrun Ensslin (Lena Lauzemis) apaixonam-se e envolvem-se romanticamente, num relacionamento turbulento, que abre espaço para Andreas Baader (Alexander Fehling), líder do Grupo Baader-Meinhof virar amante de Gudrun Ensslin.
O diretor Andres Veiel faz do casal Bernward Vesper e Gudrun Ensslin uma visão particular de um movimento de projeções globais: Entre tantos filmes falando sobre esse assunto, nenhum mostra como todo o movimento Baader-Meinhof surgiu, ou como repercurtiu, ou uma Alemanha pós guerra em relação as relações interpessoais, em relação a família, e ao retratar uma história peculiar de um casal, ao mesmo tempo acaba englobando tudo isso.
Se Não Nós, Quem? será exibido nos seguintes dias e salas:
Isto Não é Um Filme, de Jafar Panahi
O polêmico filme/ documentário feito pelo diretor iraniano Jafar Panahi enquanto encontra-se em prisão domiciliar, que chegou no Festival de Cannes em um pen drive dentro de um bolo e acarretou problemas para seu co-diretor Mojtaba Mirtahmasb, que não pôde mais sair do Irã após o filme começar a ser exibido pelo mundo.

Para Poucos, de Antony Cordier

Dois casais de classe média na casa dos 30 anos se encontram. Eles se sentem atraídos uns aos outros e começam a se envolver. A paixão dividida começa a se tornar um vicio, eles começam a se perder e lutam para escapar do caos emocional.
É possível viver novas experiências sexuais sem cometer adultério? O desejo consegue sobreviver à rotina? Pode-se ter tudo? E quando os limites do que se considera normal em famílias e relacionamentos forem quebrados, como se encontrar no meio disso?
Fausto, de Alexander Sokurov

Fausto é um pensador, um rebelde e um pioneiro, mas também um ser humano anônimo feito de carne e sangue governado por impulsos internos, cobiça e luxúria. Última parte da tetralogia de Sokurov sobre a natureza do poder, o filme é livremente inspirado pelo Fausto de Goethe. Vencedor do Leão de Ouro no Festival de Veneza.
Fausto será exibido somente no encerramento da 35ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo.
Visite o site oficial do evento para conferir a programação completa

Nenhum comentário: