11 de nov de 2011

"Se Não Nós, Quem?" de Andres Veiel, estreia hoje nos cinemas

Se não nós, quem? de Andres Veiel é um drama político que começa na Alemanha pós guerra e segue até os anos 60, baseado em uma história real.



August Diehlse (de Bastardos Inglórios) interpreta Bernward Vesper, filho de um escritor que apoiou ativamente Adolf Hitler e o nazismo. Apos a morte de Will Vesper (o pai), Bernward Vesper começa a reeditar seus livros, e apesar de ter um apelo pacifista, sempre foi julgado pelos outros como o filho do apoiador do nazismo.

Ao conhecer Gudrun Ensslin (Lena Lauzemis) apaixonam-se e envolvem-se romanticamente, num relacionamento turbulento, que abre espaço para Andreas Baader (Alexander Fehling), líder do Grupo Baader-Meinhof virar amante de Gudrun Ensslin.

O diretor Andres Veiel faz do casal Bernward Vesper e Gudrun Ensslin uma visão particular de um movimento de projeções globais: Entre tantos filmes falando sobre esse assunto, nenhum mostra como todo o movimento Baader-Meinhof surgiu, ou como repercurtiu, ou uma Alemanha pós guerra em relação as relações interpessoais, em relação a família, e ao retratar uma história peculiar de um casal, ao mesmo tempo acaba englobando tudo isso.
Se não nós, quem? aborda o conflito entre a vida privada e a vida política dos personagens, a opressão do passado e a culpa alemã como marca registrada do fim da 2ª guerra.

Em coletiva de imprensa no Festival de Berlim, o diretor disse algumas palavras que podem resumir a intenção de seu filme:


“Eles queriam mudar alguma coisa, não estavam satisfeitos, vinham de uma vida rígida, queriam redescobrir-se, isso significava ir em outra direção em relação a seus pais.”
O tema continua atual “Temos muitos problemas no Iraque, por exemplo, mas também as questões climáticas, a crise econômica... A pergunta: ‘Se não nós, quem?’ diz respeito às pessoas hoje.”
Não perca Se não nós, quem?, 11 de novembro nos cinemas.

Nenhum comentário: