18 de jan de 2012

Recém-naufragado Costa Concordia foi cenário do Film Socialisme, último filme de Godard

O navio Costa Concordia que naufragou neste fim de semana na ilha Italiana de Giglio, foi palco das gravações do último filme de Jean-Luc Godard Film Socialisme.
Cena do Film Socialisme, último filme feito por Jean-Luc Godard, em 2010 no recém naufragado Costa Concordia.

O filme é dividido em três movimentos, e o primeiro deles se passa em um cruzeiro pelo Mediterrâneo - entre Marselha e o Egito -, no navio Costa Concordia.

Film Socialisme é um dos mais experimentais filme de Godard. Dividido em linhas narrativas que se encontram (e se completam) junto a imagens díspares filmadas de diferentes ângulos e formatos - destacando os diferentes pontos de vista contidos no navio desprendido do tempo -, aborda através de diálogos o declínio de aspectos culturais e morais na Europa e em contrapartida a ascensão da economia dos Estados Unidos.
Talvez por este motivo o filme seja iniciado com uma crítica ao capitalismo - “O dinheiro é um bem público” -, antes mesmo que conheçamos os personagens, que mesmo depois de apresentados continuam não nos fazendo criar nenhum vínculo com eles, pois o último filme de Godard é formado por imagens e textos políticos que não os aproximam, nem nos faz identificar. O único elemento que mais se aproxima entre as cenas é a natureza, que permanece intacta, transitória, enquanto a vida continua acontecendo no navio de forma artificial.
Film Socialisme é despretensioso de um ato concreto, é uma reflexão e a forma de expressão (ou de não expressão) de Jean-Luc Godard e faz da desconstrução da estrutura narrativa, sua homenagem ao cinema.

Um comentário:

Anônimo disse...

lalalalalalala