17 de jan de 2012

Em Breve - As Neves do Kilimanjaro

A mais nova produção do diretor franco-armênio Robert Guédiguian já é um sucesso perante a crítica internacional, vencendo o Prêmio Lux, do Parlamento Europeu e também o Festival Internacional de Cinema de Valladolid, na Espanha, ambos como Melhor Filme, As Neves do Kilimanjaro acompanha o raro estilo do diretor e ainda conta com a presença de sua musa, a atriz Ariane Ascaride como protagonista. A história de Michel e Marie-Claire é contada de forma clara; casados há 30 anos, vivem em harmonia com seus filhos e netos, além de estarem sempre próximos aos amigos. O casal, além desta vida, baseada em sua felicidade, também se orgulham do engajamento político que possuem, além de se considerarem extremamente abertos, com uma mentalidade moderna. 

Tudo pode parecer bem, a priori, como geralmente os filmes de Guédiguian seguem em um padrão, pelo menos até um grande acontecimento que muda totalmente o clima que o enredo tomaria. No  caso de As Neves do Kilimanjaro, um fato, no caso da produção, um verdadeiro assalto é apresentado a ponto que toda a concepção estrutural vivida por Michel e Marie-Claire se quebre em diferentes paradigmas. O casal é abordado violentamente e os assaltantes levam todo o dinheiro guardado por eles para fazer uma viagem ao monte Kilimanjaro. Esta situação muda quando os autores do ataque são descobertos, fazendo com que tanto Michel e Marie-Claire quanto seus espectadores. Guédiguian, como sempre, choca e emociona seu fiel público, com um horizonte único que retrata as mais profundas experiências humanas e sociais.

O filme acaba de vencer o Prêmio Lux, da União Europeia, na categoria de Melhor Filme. O prêmio destinado a ele, no valor de 87 mil euros, será utilizado para legendagem nas 23 línguas oficiais da união europeia, além das adaptações necessárias a deficientes auditivos e visuais. 

As Neves do Kilimanjaro, de Robert Guédiguian, tem estreia esperada para março de 2012. 

Nenhum comentário: