3 de out de 2011

"Meu País" é vencedor de 6 prêmios no Festival de Brasília 2011

A 44ª edição do Festival de Brasília do cinema Brasileiro acabou de terminar e é com orgulho que a Imovision divulga que o filme "Meu País", que chega aos cinemas na próxima sexta-feira (dia 07/10) foi o ganhador de 5 candangos, incluindo "Melhor Longa Metragem pelo Júri Popular", "Melhor Direção" e "Melhor Ator" para Rodrigo Santoro, e ainda do prêmio Vagalume.

O filme Meu País conta a história de Marcos (personagem de Rodrigo Santoro), que após anos fora do Brasil, distante afetivamente da família, é obrigado a retornar quando seu pai Armando (Paulo José) sofre um derrame.

Ao chegar da Itália, com sua mulher Giulia (vivida por Anita Caprioli), Marcos reencontra seu irmão mais novo Tiago (interpretado por Cauã Reymond) que, diferente de seu irmão, não tem vocação para os negócios e vive uma vida desregrada à custa do dinheiro de seu pai. Para aumentar o conflito entre os irmãos, eles descobrem que possuem uma meia-irmã, Manuela (Débora Falabella), que sofre de deficiência intelectual.

Meu País é um filme sobre o reencontro de uma família desestruturada pela dor e que, pela superação dessa dor, consegue se reencontrar.

O filme foi exibido ontem no Festival de Brasília e sensibilizou o público com a história sobre laços familiares.
"Esses laços e afetos familiares envolvem invariavelmente muitas questões pelas quais todos passam de uma forma ou de outra, o que torna a história universal", disse André Ristum sobre o filme.
Rodrigo Santoro, ao ganhar o Candango de Melhor Ator, agradeceu falando sobre o filme: "Meu País é um filme que fala do país interior, daquilo que está dentro da gente. Queria dedicar o prêmio a meu pai".

Meu País foi premiado com 5 Candangos, nas seguintes categorias:
Melhor Longa Metragem pelo Júri Popular
Melhor Direção (André Ristum)
Melhor Ator (Rodrigo Santoro)
Melhor Trilha Sonora (Patrick de Jongh)
Melhor Montagem (Paulo Sacramento)
Ainda foi vencedor do prêmio Vagalume, conferido por integrantes do projeto Cinema para Cegos.

Nenhum comentário: