2 de mar de 2012

É sempre possível escolher a bondade. O Porto, de Aki Kaurismaki, estreia hoje nos cinemas

O novo filme do finlandês Aki Kaurismaki, vencedor do prêmio da crítica (FIPRESCI) no festival de Cannes em 2011 - e também considerado um dos melhores do festival - O Porto estreia hoje nos cinemas.
O diretor narra a história de Marcel Marx - símbolo de uma filosofia mas também de uma classe social - um boêmio ex-escritor, que abandonou qualquer ambição literária e se exilou voluntariamente na cidade portuária de Le Havre, onde exerce a profissão de engraxate de sapatos - que não lhe dá dinheiro, mas lhe permite ficar mais próximo das pessoas.

Marx vive feliz em uma rotina que consiste em seu trabalho, seu bar preferido e sua esposa Arletty quando, inesperadamente, o destino coloca em seu caminho o jovem imigrante africano Idrissa, procurado pelas autoridades e o detetive Monet por estar tentando chegar ilegalmente dentro de um container em Londres.

Enquanto sua esposa fica gravemente doente e internada em um hospital, a única coisa que Marx pode fazer é combater a fria indiferença humana para tentar ajudar o jovem imigrante a chegar a seu destino, com o único recurso que lhe resta: O otimismo e a solidariedade de seus vizinhos.

E é dessa peculiar maneira que o diretor retrata a sociedade: não pelo que acredita que ela é, mas pelo que ele julga que poderia ser.

Em O Porto, o otimismo faz milagres. Não deixe de conferir nos cinemas:
São Paulo
Cine Lumière
Cine Sabesp
Reserva Cultural

Rio de Janeiro
Unibanco Arteplex (pré-estreia sábado - dia 03/03)

.

Nenhum comentário: