3 de fev de 2012

"Infância Clandestina" de Benjamin Ávila será distribuído pela Imovision

A co-producão entre Brasil e Argentina "Infância Clandestina" dirigida por Benjamin Ávila, que conquistou na 59ª edição do Festival de San Sebastian o prêmio “Casa da América” na categoria Cinema em Construção, será distribuído pela Imovision.
O filme conta a história de Juan (Teo Gutiérrez Romero), um garoto de 12 anos, e seus pais revolucionários e foi feito com base parcial nas memórias do diretor sobre a militância nos anos 70. O filme retrata o exílio, a luta armada, a clandestinidade e o amor, sob o ponto de vista de Juan, um garoto que desconhece como é a vida normal de um garoto de sua idade. Vive clandestinamente com seus pais e seu tio, que vez ou outra trocam tiros com a polícia e contrabandeiam em sua casa munições escondidas em caixas de chocolate.

Aos olhos do garoto, seus desejos podem se tornar realidade tanto quanto desaparecer e o certo e o errado não existem. A linha é tênue para uma criança que diante a situação se acostuma a viver de acordo com as mudanças necessárias: Mudança de casa, de nome, assim como seus pais Charo (Natalia Oreiro), Daniel (César Troncoso) e seu querido tio Beto (Ernesto Alterio).

Para todos os outros, Juan se chama Ernesto e estes dois mundos (como Juan e como Ernesto) convivem mas vivem colidindo, até que não poderá mais ser sustentado e ele precise de sua própria clandestinidade para uma vida mais normal. Uma mistura de lembranças de infância misturado com sonho, realidade e desenho animado.

Infância Clandestina será lançado em berve nos cinemas.

Um comentário:

Romildo Sant'Anna disse...

Esse filme é maravilhoso, aguardo o lançamento em dvd ou blu-ray.