12 de jan de 2010

Caro Francis - 08 de janeiro nos cinemas


(Caro Francis) Brasil, 2008
95 min, Documentário
Diretor: Nelson Hoineff
Elenco: Sonia Nolasco, Fernando Henrique Cardoso, Hélio Costa, Nelson Motta, José Serra, Ruy Castro, Fernanda Montenegro, Boris Casoy, Diogo Mainardi, Caio Túlio Costa,Luiz Erlanger, Carlos Nasser, Fausto Wolff, Fernando Jorge (1), Lúcia Guimarães

Sinopse: Paulo Francis transformou o jornalismo brasileiro. À sua maneira, denunciou todos os dias a impossibilidade de existência de vida inteligente no pensamento dominante – não importa que pensamento fosse dominante no momento. Foi tão combativo quanto irreverente, porque nunca fez parte do seu cardápio ser reverente a coisa alguma. Um visionário cuja coragem e estilo sobreviverão por muitas gerações.
            Para seus amigos, porém, Francis foi apenas um ser humano cuja dedicação e generosidade o tornavam especial. Caro Francis é justamente e pequena história de um homem que se tornou público, contada pelo filtro das amizades que cultivou. 
Compor esse filme é o ato de desatar nós importantes na vida dos múltiplos Francis que se espalharam entre as pessoas que circulavam ao seu redor – a migração do trotskismo para o conservadorismo, a angustia com a exigência da realização literária, a ação milionária movida pela Petrobrás, os limites entre um intelectual entediado e o moleque conhecedor das marchinhas de Carnaval, as circunstâncias reais de sua morte.
            Caro Francis  se lança a tarefa de decifrar todos esses enigmas a partir das pessoas que melhor o conheceram - entre eles alguns dos mais importantes intelectuais brasileiros contemporâneos.

Fique por dentro:
- Do mesmo diretor de Alô, Alô, Terezinha!
- Melhor Direção de Documentário, Júri Popular, no II Festival Paulínia de Cinema, 2009.
- Nelson Hoineff é jornalista, crítico de cinema, produtor e diretor de televisão. Dentre as séries e programas que dirigiu destacam-se Documento Especial (premiado no Brasil, Monte Carlo e Berlim), Primeiro Plano, Realidade e Curto-Circuito. Dirigiu mais de 400 documentários para televisão ou outros meios, entre eles O Século de Barbosa Lima Sobrinho, TV Ano Zero e Homem Pode Voar. Em 2008 dirigiu o longa-metragem Alô, Alô, Terezinha, sobre a obra de Abelardo “Chacrinha” Barbosa, vencedor do prêmio Melhor Longa-Metragem Júri Oficial e Júri Popular no CinePE 2009. Atualmente dirige o documentário Começaria Tudo Outra Vez, sobre a vida do cantor Cauby Peixoto, além da série de televisão Celebridades do Brasil e do documentário Nilo Machado – Um Cineasta Brasileiro.

O que já se falou:
O Globo “...é o segundo documentário sobre um importante nome da cultura brasileira do fim do século XX”
O Globo: Não é preciso ser um admirador de Paulo Francis para gostar de Caro Francis





Assista ao trailer:


Nenhum comentário: